Mais uma vez acordei
Era um dia ensolarado
Cobri meus olhos com os óculos
Que me davam ligeira impressão
de máscaras carnavalescas
Onde o Pierro e a Colombina
Não mais eram a grande sensação.

A verdade
é que cobri meus olhos
para não mais ver
meu reflexo
dentro dos olhos teus
E não me deixar deitar
em berço da profanação
E não me deixar deitar
em berço da profanação
Oww não, não, não, não

Mas a noite cai
impiedosa e cálida
Dos meus óculos já não mais preciso
Te enxergo com os olhos do lobo
E mato minha fome por entre tuas coxas
E por fim te tomo a seco
Como ao trago do mais ordinário uísque
E pela manhã, seminua sob minha cama
És o destaque do meu carnaval

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct