Se vão dez dias que eu lido com esta tropa
Em trote manso empurrando ao parador
A chuva encharca o meu poncho e o meu chapéu
E o meu cusco vai firme no fiador
Lá na culatra venho eu na minha gateada
Puxando aponta Tio Juvêncio estende um grito
Que chama o gado e neste tranco a tropa atende
No êra boi e venha boi a gente aprende

Pois volta e meia a gateada estende o olhar
De orelha alerta avista a estância no luar
A chuva para e o assobio sai mais tranquilo
Contei o gado e tá bem certo pra entregar

Um boi tenteia e o cusco oveiro chega junto
Fiel parceiro nesta lida de tropear
Gruda o garrão e o brasino pega o rumo
Bamo gateada mete os peito e faz volta
A tropa segue e vai chegar dali três dias
Vaca de cria, boi criado, terneiro novo
Pra quem tem alma de a cavalo a vida é linda
O tranco é bueno e esta é a lida do meu povo

Pois volta e meia a gateada estende o olhar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct