O bugio quando ronca
Ele tem novidade
Traz notícia do mato
Pra quem é da cidade

O bugio foi chegando no velho bolicho
Onde gente e bichos se tratam iguais
Recanto da paz que o homem respeita
Harmonia perfeita com os animais

Ele disse roncando quie a mãe natureza
Fez uma beleza em nossos pinheirais
Pinhão tem demais pra matar a fome
E pra sede do homem aumentou os mananciais
Ele disse também que lá tem nó de pinho
Tem galho sequinho pra queimar no frio
Tem peixe no rio e tem fruta em quantia
E pra nossa alegria lá ronca o bugio

O bugio foi roncando e dizendo faceiro
Tem mais um herdeiro com a dona bugia
De tanta alegria não sai mais de casa
Na volta das brasa cuidando da cria
O bugio perguntou, e daqui da cidade?
Quais as novidades tu tem pra dizer?
Não quis responder pois não temos futuro
E um bicho tão puro não tem que saber

Vai pro mato bugio
Não vem mais pro bolicho
Pois os homens não tem
Tua alma de bicho

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Paulinho Mixaria / Pepeu Gonçalves. Isn't this right? Let us know.