Se vieram pedindo porta, rédea solta num salseiro
Um escora o outro pecha, abrindo o peito estancieiro
Bem antes dos trinta metros, vinha o pampa entre os aperos

Já na primeira porteira, com os pescoços travados
Conduzindo a rês na pista, vinha o mouro e o Colorado
E num jeitão bem campeiro, se via os chapéus tapeados

Num paleteio fronteiro, é bem assim que se faz
Reboleando os cola chata, apertando o boi no más
No estouro da retomada, fazendo voltar pra trás

É lindo escutar o berro, e dá a volta se estribando
Levar reto onde saiu, ver o povo levantando
Reverenciando tronqueiras, isto é o pago despontando

Quem se templou nos vazedos, com alma e garrão de touro
É o Rio Grande refletido em paleteadas de estouro
Tenho sustento a cavalo, nos encontros do crioulo

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: L. Zeca Alves / M. Érlon Péricles. Isn't this right? Let us know.